Ver Histórico



Procurar




  


Newsletter

Nome
  
E-mail
  




Links



Maldita burocracia IV

22/02/2019

Um empresário brasileiro, que trabalhava em Vitória no campo das exportações de cacau para Europa e Estados Unidos, foi convidado a se instalar numa zona industrial de Baltimori, importando as amêndoas de cacau do Brasil e implantando, ali, uma fábrica de produção de torta (pasta de cacau) para as indústrias de transformação.

Lá chegando, foi ao departamento industrial do Condado (munícipio) para conhecer as exigências a serem cumpridas. Foi levado pelo amigo ao Departamento de concessão de licença. Lá chegando, perguntaram a ele se tinha o terreno e o projeto para montar sua fábrica. Disse que não. Levaram -no ao Departamento de projetos e localizaram uma área para instalar sua fábrica, e se queria que elaborassem o projeto. Disse que sim, mas que gostaria de saber quanto custava, recebendo a informação de que, se ele tivesse os recursos para implantação do seu projeto, os custos do terreno e o projeto seriam zero. Foi assim que montou seu empreendimento em solo americano, dando informações quantos empregados iriam trabalhar, o custo do investimento, prazo de funcionamento, etc.

Pronto o estabelecimento empresarial, perguntaram se precisava de apoio social para seleção de trabalhadores para sua fábrica. Aquiesceu, sim! Concederam-lhe a licença para funcionar e nunca mais, nos últimos 20 anos, um único fiscal bateu à sua porta para examinar seus documentos, atormentar sua vida ou cobrar-lhe responsabilidades diversas.

O Ministério Público do Estado do Espírito Santo cobrou da prefeitura de Vitória a regularização de 171 prédios públicos que funcionam sem alvará do Corpo de Bombeiros. Quando chega ao ponto do Ministério Público exigir que repartições públicas cumpram exigências que são inerentes no Brasil a qualquer estabelecimento, público ou privado, dá a exata demonstração de que o Brasil não tem jeito.

Em nenhum lugar do mundo existe Corpo de Bombeiro Militar. Só no Brasil, um país suigeneris. Nos países desenvolvidos existem, tipo CREA, brasileiro, centro de atividades onde estão reunidos engenheiros, arquitetos urbanistas e todo pessoal técnico especializado onde quem quiser construir tem que dá entrada na papelada, plantas, projetos complementares, informações diversas e, num prazo de tantos dias voltar, para ver se está tudo certo ou teria que cumprir alguma formalidade. Alí, naquele local, esses especialistas dão licença para a construção de empreendimentos, sem a maldita burocracia ou o exercício da doutrina do engrossamento (puxa-saquismo de autoridades), para poder investir.

Tem lojas, pequenas, pelo centro de Vitória onde, os mais diversos órgãos públicos municipais exigem tanta coisa, como acessibilidades, vestiários até para paraplégicos, banheiros para a clientela, coisas as mais despropositadas, que o empresariado desiste, desconhecendo as autoridades que 84% da arrecadação do estado tem como base o funcionamento das atividades de comércio de bens, serviço e turismo. Temos ainda no maior IPTU do Estado. Uma burrice sem fim. O espaço do antigo estabelecimento não comporta um provador.

Com sua força, o Ministério Público poderá ajudar a fazer os municípios andarem, rumo ao desenvolvimento.

 

 


Imprimir | Enviar para um amigo

Os deuses são loucos

21/02/2019

 

 

 

Tenho um amigo de juventude que começou a vida de empreendedor com uma fábrica de esquadrias de alumínio e terminou sua trajetória empresarial como exportador de mármores e granitos. Certa feita, me apareceu dizendo que estava vendendo tudo, para ser um coçador do seu próprio saco!

 

“Não aguento mais viver atrás de 14 carimbos, em 14 meses diferentes, implorando favor para exportar, para fazer divisa para o país, esperando 15 ou mais dias numa fila para alugar containers para exportar, como se fosse um mendigo, implorando a caridade pública. Esses caras são uns loucos. Eles não se apiedam de quem quer trabalhar, quem quer ajudar a desenvolver o Brasil. ”

 

Esse meu amigo passa seu tempo agora, gozando a vida entre os Estados Unidos, onde sua filha mora, com excelente emprego, (estuda e trabalha, e seu genro, também) e nunca mais vão voltar para o Brasil.

 

Semana passada, estive com ele, num longo papo, quando perguntei como se sentia. “Feliz da vida”, respondeu, longe dos “deuses malditos da burocracia: Fui conhecer a fundo os sistemas de vida dos Estados Unidos, Europa e China, prestar assessoria a diversas empresas, coçando meu próprio saco...”

 

Diz o amigo que, lendo o que escrevo, deparou-se com uma dessas colunas onde falo em burocracia, onde aponto a existência de 70 obrigações fiscais e parafiscais, quando nos Estados Unidos tem cinco e se constituem na maior economia do mundo, onde a palavra é o maior documento a ser honrado pelo homem de negócios.

 

Falei com ele que, o sistema de governo, montado por Fernando Henrique Cardoso, no governo Itamar, era oriundo da Internacional Socialista, uma espécie de socialismo de merda, onde quem mamava mais eram os chamados donos do poder, onde Lula, Dilma e outros sequazes fingiam ser do lado contrário, mas era tudo da mesma panela. Agora, com a eleição de Jair Bolsonaro, a coisa ia mudar, que, aos poucos, seria implantado, com muito sacrifício, o sistema político liberal, com responsabilidade, como o americano, onde todos seriam iguais (indistintamente), perante as leis.

 

“Gutman, você está acreditando em fantasmas? Eles são loucos. Amanhã, tudo vira esculhambação. A burocracia está no sangue do brasileiro, ele só pensa nele, até mesmo essa corja comunista que finge ser o que jamais gostaria de ser. Todos loucos, pelo poder...”

 

Fico imaginando como empreender no Brasil, com esses bandos de analfabetos, incapazes, fabricantes de sonhos idiotas que jamais se concretizarão, pelo excesso de burocracia. Como ter 70 obrigações fiscais e parafiscais? Como pagar essa monstruosidade de juros. A energia mais cara do mundo? Como, pagar por um carro nos Estados Unidos entre 7 e 14 mil dólares e, no Brasil, o mesmo carro, aqui “fabricado”, custar três vezes mais?

 

Os deuses são realmente loucos...

 

 

 

 


Imprimir | Enviar para um amigo



« Recentes   2110 2109 2108 2107 2106 2105 2104 2103 2102 2101   Anteriores »